Comunicação

Notícias

Evento traz ideias e ações que envolvem o setor da gastronomia e hotelaria

Grandes nomes da hotelaria e gastronomia, como os chefs Rodrigo Oliveira e André Mifano, além do jornalista Roberto D’Ávila e o senador Cristovam Buarque estiveram presentes no 3º Fórum de Hospedagem e Alimentação do Sindha.

Uma plateia de aproximadamente 300 pessoas assistiu atentamente aos seis painéis da terceira edição do Fórum de Hospedagem e Alimentação do Sindha, nesta quarta-feira, 22 de novembro, no Centro de Eventos do Plaza São Rafael. Na abertura, o presidente da entidade, Henry Chmelnitsky, destacou que o evento é uma iniciativa para discutir ideias e ações que envolvem a relação do setor com a sociedade como um todo. “Não podemos parar no tempo, temos que trabalhar com criatividade sem perder o foco no empreendedorismo e no fomento ao turismo, por isso trouxemos palestrantes diferenciados para aguçar os participantes”, afirmou.

O primeiro painel contou com uma entrevista do senador Cristovam Buarque ao jornalista Roberto D’Ávila. Na ocasião, Buarque afirmou que gostaria de concorrer à presidência em 2018. “Precisamos de um presidente que ao invés de dividir, unifique”, disse. Questionado sobre a educação no Brasil, uma de suas bandeiras, o senador argumentou: “Precisamos formar pessoas capazes de falar as línguas do mundo e entender o mundo, mas hoje apenas 20% da população consegue terminar o ensino médio com qualidade. Estamos negando a evolução à população. Podemos transformar o Brasil em um celeiro de inteligência, mas para isso é necessário pensar em longo prazo”.

A consultora de food design e embaixadora do projeto Food Revolution - da Fundação Jamie Oliver, Ágata Britto, e o profissional da Pmweb, Augusto Rocha, traçaram o perfil do consumidor 2020 que se baseia em possíveis cenários do consumo em um futuro próximo. Deste modo, os especialistas destacaram alguns pontos que convergem nesta avaliação: o uso da tecnologia e inovação no setor da gastronomia e hotelaria, ativismo alimentar, consumo consciente e a cultural digital. “Não precisamos esperar até 2020, já está tudo transformado pelo mundo digital. Cabe a nós abraçar a tecnologia e nos adaptar ao que ela nos proporciona”, explica Rocha.

Dentro do gancho trazido pelo painel do consumidor 2020, os chefs André Mifano, Neka Menna Barreto e Jussara Dutra discutiram estratégias de inovação para a gastronomia e trouxeram suas experiências em projetos na área. Mifano foi enfático ao dizer que não há fase melhor para empreender do que na crise, como foi o caso do seu restaurante Lilu. “Posso dizer que em 24 anos de profissão e depois de ter empreendido na área seis vezes, esse foi o primeiro restaurante que pagou os custos de implantação e deu lucro já no primeiro mês”, revelou o chef do ano, eleito pela Folha de S. Paulo.

No painel “Turismo como fonte de desenvolvimento”, o presidente do Conselho Empresarial de Turismo e Hotelaria da CNC, Alexandre Sampaio, afirmou que os problemas do crescimento do turismo no país se dão mais pelas restrições legais e impeditivas do funcionamento do empresariado do que pela falta de empreendedorismo. Já o diretor do Brasil Rafting Park falou sobre a movimentação que o turismo de aventura proporciona e da mão de obra local que é gerada.

Proprietário do restaurante Mocotó, de São Paulo, e de mais outros 4 novos empreendimentos na área da gastronomia, Rodrigo Oliveira falou sobre empreendedorismo e transformação no negócio da alimentação. Com ele participaram também o jornalista da Folha de S. Paulo e especializado em gastronomia, Josimar Melo, o fundador e diretor da revista Prazeres da Mesa, Georges Schneyder, e a proprietária do Al Dente Ristorante, Eleonora Rizzo. Para Oliveira, é preciso focar no essencial na gastronomia, hospitalidade e boa cozinha são as chaves para o sucesso no empreendimento da alimentação. “Precisamos de gente que cozinha pra gente. A gastronomia precisa ser inclusiva e não exclusiva”, afirmou.

Para encerrar a programação do 3º Fórum de Hospedagem e Alimentação, o empresário brasileiro Ricardo Amaral, idealizador de bares, boates e clubes noturnos mais agitados do Rio de Janeiro, São Paulo, Nova Iorque e Paris, falou sobre os negócios de entretenimento no passado, presente e futuro em entrevista ao jornalista Roberto D’Ávila.

O presidente do Sindicato de Hotéis de Porto Alegre (SHPOA), Carlos Henrique Schmidt, fez o encerramento do evento ressaltando que Porto Alegre ainda está longe de alcançar o seu verdadeiro potencial turístico, mas acredita que eventos como o Fórum, que geram conteúdos por meio de pessoas de alta credibilidade, sempre manterão os profissionais do setor atualizados, preparados e prontos para reconhecer os problemas e buscar por soluções.

Foto: Tânia Meinerz

Compartilhe

Submit to FacebookSubmit to Google PlusSubmit to TwitterSubmit to LinkedIn
INSTITUCIONAL   |   CURSOS   |   CONTRIBUIÇÕES   |   ESPAÇO DO ASSOCIADO   |   COMUNICAÇÃO   |   BLOG   |   FALE CONOSCO