Comunicação

Sala de Imprensa

Sindha e UFRGS formam primeira turma do curso inédito de extensão para profissionais da gastronomia e hotelaria de Porto Alegre e região metropolitana

Lançado no início do ano com o objetivo de promover uma formação pioneira no mercado, com cidadãos capazes de lidar com as questões éticas vivenciadas diariamente nas suas atividades, o curso de extensão “Formação de colaboradores cidadãos na lógica da aprendizagem ativa”, do Sindicato de Hospedagem e Alimentação de Porto Alegre e Região (Sindha), em parceria com a Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), formou sua primeira turma na noite do dia 30 de novembro.
 
 
Em cerimônia realizada na sede do Sindicato, em Porto Alegre, o clima de euforia, celebração e, especialmente, de orgulho tomou conta dos profissionais envolvidos no projeto. “Quero agradecer ao Sindha por ter a coragem de desenvolver e lançar um curso que rompesse com todos os paradigmas. Certamente somos pessoas diferentes agora do que éramos antes das aulas,” destacou a oradora da turma, Neusa Trapp de Souza. A colega de formação, Simone Vieira de Souza, fez couro aos agradecimentos e afirmou que, “sim, é possível agir com mais ética e multiplicar esse conhecimento.”
 
 
Os discursos dos formandos confirmaram as expectativas dos gestores quando pensaram na ideia. “Quando me convidaram para fazer parte da diretoria do Sindha, poucas exigências eu fiz. Uma delas era a possibilidade de fazer um curso diferente do que é oferecido pelas diversas instituições de capacitação profissional. Queria que fosse transformador e estruturante. Pelos depoimentos, sinto que atingimos os objetivos com maestria,” ressaltou o presidente do Sindha, Henry Chmelnitsky, um dos idealizadores e entusiastas do projeto.
 
 
Para ele, a intenção é de que as pessoas sintam que tem responsabilidades como indivíduos e que podem fazer a diferença para uma sociedade melhor. Avalia que o legado que fica é de que é possível correr riscos e oferecer oportunidades inovadoras para as pessoas. “Estamos começando um novo ciclo,” afirmou.
 
 
Com três meses de duração, o projeto piloto para associados do Sindicato teve encontros sobre comunicação (verbal e não-verbal), saúde, turismo, hospitalidade, cidadania e liderança, sob a lógica construtivista vivencial, de aprendizagem ativa. “A ideia era que o curso trouxesse uma nova visão do que é trabalhar no setor. A turma superou todos os desafios propostos,” exaltou Rafael Korman, vice-coordenador do Curso.
 
 
Carla Schwengber Ten Caten, vice-diretora da Escola de Engenharia da UFRGS, admitiu que tinha curiosidade sobre o curso, mas que diante dos depoimentos sentiu inveja dos alunos. “Certamente foi um sucesso e tem potencial para se multiplicar. É uma satisfação saber que a UFRGS fez parte dessa formação,” disse ela aos formandos, familiares, facilitadores e colaboradores do Sindha.
 
 
Elaborado pela equipe técnica da UFRGS e do Sindha, a construção do curso contou com a participação do Ministério Público do RS, da Vigilância Sanitária e da rede hoteleira. Os alunos receberam certificado da Universidade e do Sindicato.

Compartilhe

Submit to FacebookSubmit to Google PlusSubmit to TwitterSubmit to LinkedIn
INSTITUCIONAL   |   CURSOS   |   CONTRIBUIÇÕES   |   ESPAÇO DO ASSOCIADO   |   COMUNICAÇÃO   |   BLOG   |   FALE CONOSCO